Coronavírus em Uberlândia

Logo PS Marketing

Coronavírus em Uberlândia

34 3212 2855

A pesquisa foi realizada com a finalidade de aferir a percepção da população de Uberlândia frente à pandemia do novo coronavírus, conforme declaração da Organização Mundial da Saúde – OMS, cujo enfrentamento obrigou o mundo todo a entrar em quarentena por meio do isolamento social, principal mecanismo disponível para conter o avanço dessa pandemia no momento.

Abaixo a cronologia dos eventos relacionados ao novo coronavírus:
• 02/01/2020 - primeira morte confirmada por COVID-19 na China;
• 11/03/2020 - a OMS declara que a expansão do coronavírus já estava configurada como pandemia, com transmissão comunitária em 114 países, 118 mil casos confirmados e 4.921 mortes registradas;
• 17/03/2020 - primeira morte confirmada por COVID-19 no Brasil;
• 03/04/2020 - primeira morte confirmada por COVID-19 em Uberlândia-MG;

As entrevistas foram realizadas entre os dias 15/03/2020 e 19/03/2020, portanto, iniciada quatro dias após o anúncio da pandemia por coronavírus pela OMS. É importante ressaltar que, no dia 17/03/2020, quando ocorreu a primeira morte por COVID-19 no Brasil, a pesquisa estava com 85% da coleta de dados realizada. A cronologia de eventos e as informações complementares são relevantes para entendermos melhor as estatísticas que veremos a seguir.


Conhecimento da pandemia

Poucos dias após o anúncio, quase que a totalidade dos uberlandenses sabe que a OMS havia classificado o surto de coronavírus como pandemia.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia

No recorte por sexo, apenas 2% do público feminino desconhece a pandemia do novo coronavírus, contra 7% do público masculino.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia_Sexo

Por idade, o desconhecimento da epidemia do novo coronavírus é maior entre os mais jovens.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia_FaixaEtaria

Por instrução, a totalidade dos que tem nível superior estão informados da pandemia do novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia_GrauInstrucao

No recorte por estado civil, o menor nível de conhecimento da pandemia do novo coronavírus encontra-se entre os casados.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia_EstadoCivil

Por religião, o menor nível de conhecimento da pandemia do novo coronavírus está entre os evangélicos.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia_Religiao

Por classe social, o menor nível de conhecimento da pandemia do novo coronavírus encontra-se entre as classes de menor poder aquisitivo, que são as classes C2 e D-E.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Pandemia_ClasseSocioeconomica

Sobre contrair o novo coronavírus

Como o surto ainda não havia chegado em Uberlândia durante a coleta, registramos um clima de otimismo na sociedade, visto que dois em cada três uberlandenses acreditam que não vão contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade

No recorte por sexo, o público masculino apresenta-se um pouco mais otimista que o feminino quanto à possibilidade de vir a contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade_Sexo 

Por idade, os mais otimistas, que acham que não vão contrair o novo coronavírus, estão na faixa de 45 a 59 anos.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade_FaixaEtaria

Já por instrução, chama a atenção os que estudaram até o fundamental 1 e os de nível superior, por estarem bem abaixo da média entre os que acham que não vão contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade_Escolaridade

Por estado civil, o grupo de solteiros acha que tem maior possibilidade de contrair o novo coronavírus, com 37% de índice.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade_EstadoCivil

Por religião, os evangélicos são os mais otimistas, visto que três em cada quatro acham que não vão contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade_Religiao

Por classe social, a classe A e a classe D-E são as que mais acreditam que vão contrair o novo coronavírus, na proporção de quatro em cada dez deles.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Possibilidade_ClassificacaoSocioeconomica 

Nível de preocupação com novo coronavírus

Dois em cada três uberlandenses manifestam preocupação diante da possibilidade de contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento

Por sexo, a proporção do público feminino que demonstra muita preocupação com a possibilidade de contrair o novo coronavírus é quase que o dobro da manifestada pelo público masculino.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento_Sexo

Por idade, são os mais jovens que demonstram maior preocupação com a possibilidade de contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento_FaixaEtaria

Por grau de instrução, aqueles de nível superior são os que demonstram maior preocupação frente à possibilidade de contrair o novo coronavírus, na proporção de sete em cada dez. O menor índice de preocupação encontra-se entre aqueles que não concluíram o ensino fundamental 1.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento_Escolaridade

Por estado civil, são os viúvos que demonstram pouca preocupação frente a possibilidade de contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento_EstadoCivil

Por religião, são os espíritas que demonstram maior tranquilidade frente a possibilidade de contrair o novo coronavírus.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento_Religiao

Por classe social, a classe B1 é a que demonstra maior preocupação ante a possibilidade de contrair o novo coronavírus, na proporção de sete em cada dez.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_Sentimento_ClasseSocioeconomica

Avaliação do trabalho de prevenção pelo governo federal

Ainda que a primeira morte no Brasil tenha ocorrido após início da pesquisa, a avaliação do trabalho de prevenção do novo coronavírus feito pelo governo federal obteve 49% de índice com os conceitos de ótimo e bom; 27% consideram como regular; e 21% avaliam como ruim e péssimo. Apenas 3% não opinaram.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao

O trabalho de prevenção do novo coronavírus feito pelo governo federal foi mais bem avaliado pelo público masculino do que pelo público feminino, que foi mais crítico com o trabalho desenvolvido até então.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao_Sexo

O público com idade de até 34 anos avalia o trabalho de prevenção do novo coronavírus feito pelo governo federal de modo mais crítico. Já aqueles com mais de 35 anos auferem melhor avaliação.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao_FaixaEtaria

O trabalho do governo federal de prevenção do novo coronavírus foi mais bem avaliado entre aqueles com pouca ou nenhuma escolaridade. A pior avaliação vem daqueles que tem nível superior, seguida daqueles que concluíram o ensino fundamental 1.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao_Escolaridade

Por estado civil, a melhor avaliação, com conceitos de ótimo e bom, do trabalho de prevenção do novo coronavírus feito pelo governo federal se dá entre os separados. As piores avaliações ocorrem entre os solteiros.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao_EstadoCivil

Por religião, a melhor avaliação, com os conceitos de ótimo e bom, do trabalho de prevenção do novo coronavírus feito pelo governo federal ocorre entre os evangélicos.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao_Religiao

Por classe social, a melhor avaliação, com os conceitos de ótimo e bom, do trabalho de prevenção do novo coronavírus feito pelo governo federal, se dá entre os representantes da classe D-E. As piores avaliações aparecem nas classes A e C1.

PSMarketing_Coronavirus_Uberlandia_AvaliacaoPrevencao_ClasseSocioeconomica

Metodologia

Essa pesquisa foi realizada com 400 amostras distribuídas aleatoriamente, caracterizando margem de erro de 5% para mais ou para menos, com nível de confiança estabelecido de 95,5%. Nível de confiança significa que se fossem feitas 100 coletas simultâneas, empregando-se a mesma metodologia e os mesmos critérios, em 95 delas os resultados estariam dentro da margem de erro estabelecida.

Os dados foram obtidos através de entrevistas presenciais com a aplicação de questionário estruturado, no domicílio dos respondentes, entre os dias 15 e 19 de março de 2020. O público alvo é composto pelo universo da população residente no perímetro urbano de Uberlândia-MG, com idade acima de 16 anos. Já a grade de perfil do público foi coletada de acordo com o perfil do eleitorado de Uberlândia disponibilizado pelo TRE-MG.

Outras Estatísticas

Coronavírus em Uberlândia

Pesquisa de opinião pública com o objetivo de aferir a percepção da população de Uberlândia...

Segurança em Uberlândia - 2016

Pesquisa sobre ocorrência de assaltos, furtos e roubos em Uberlândia

Dengue em Uberlândia em 2015

Pesquisa de opinião sobre dengue na cidade de Uberlândia-MG